Oitava sonorosa

 

Que oitava mais sonorosa,

Que ecoou do teu cantar!...

Enche o m(ar) d'espuma e rosa,

(Faz minh'alma levitar.)

Faz a lua  despontar

Co' esplendor, no firmamento,

Em teus belos movimentos

No horizonte a abrilhantar.

 

Paulo Costa



Paulo *17h57






Que...

  

Poema dedicado ao nosso afilhado João Pedro.

 

Que o Ano que está para nascer, traga-nos a Felicidade...

Que a vida se renove a cada dia com as oportunidades a nós dadas...

Que os dias que teremos que enfrentar, tragam-nos prazer e alegria...

Que a cada chamada para os nossos desafios — tenhamos glória!

 

Que a cada dia, reguemos as sementes em nosso jardim...

Que a cada reflexão, nossas emoções nos encham de esperança...

Que a cada esperança, tenhamos certeza de construir um mundo melhor...

Que a cada dia, possamos amar e viver em união com os nossos irmãos...

 

Que cada dia nos traga a compreensão dos nossos erros...

Que cada pensamento que se manifestar em nós... Que seja de Paz...

Que a cada sonho, tenhamos vontade de transformá-lo em realidade...

 

Que a cada lágrima derramada sobre a terra — seja de euforia...

Que a cada gota de orvalho, resplandeça a Paixão de Nosso Senhor...

Que a cada dia, não nos esqueçamos de agradecer ao Pai todas as coisas!

 

Que a cada dia..., a cada dia...

 

Paulo Costa



Paulo *17h38






Todo este universo, tanto em suas partes,

como em sua totalidade, é uma emanação minha,

e Eu o penetro em minha forma invisível,

Eu que sou o imanifesto.

Todas as coisas de Mim provêm, mas Eu não tenho origem nelas:

em Mim estão todas as coisas, mas Eu  em minha Divindade

não estou compreendido nelas.

Não pense que todas as coisas sejam Eu mesmo.

Eu sou o sustentador de tudo, penetro tudo,

mas não sou limitado nem encerrado nisso.

 

(Bhagavad Gitâ)



Paulo *02h09






Papel de Parede - Serenata Púrpura 1024x768

Quiálteras de quintinas

 

Lá no alto da montanha,

Onde canta o sabiá...

Passarinhos em arvoredos

Vão voando sem cessar.

 

Quiálteras de quintinas

Ressoando pelo ar...

No som da minha viola

Vão cantando sem parar.

 

Paulo Costa



Paulo *02h07





- 01/07/2017 a 31/07/2017
- 01/03/2017 a 31/03/2017
- 01/11/2016 a 30/11/2016
- 01/03/2016 a 31/03/2016
- 01/01/2016 a 31/01/2016
- 01/12/2015 a 31/12/2015
- 01/10/2015 a 31/10/2015
- 01/08/2015 a 31/08/2015
- 01/07/2015 a 31/07/2015
- 01/05/2015 a 31/05/2015
- 01/04/2015 a 30/04/2015
- 01/03/2015 a 31/03/2015
- 01/02/2015 a 28/02/2015
- 01/01/2015 a 31/01/2015
- 01/12/2014 a 31/12/2014
- 01/11/2014 a 30/11/2014
- 01/08/2014 a 31/08/2014
- 01/07/2014 a 31/07/2014
- 01/05/2014 a 31/05/2014
- 01/04/2014 a 30/04/2014
- 01/03/2014 a 31/03/2014
- 01/02/2014 a 28/02/2014
- 01/12/2013 a 31/12/2013
- 01/10/2013 a 31/10/2013
- 01/09/2013 a 30/09/2013
- 01/08/2013 a 31/08/2013
- 01/07/2013 a 31/07/2013
- 01/06/2013 a 30/06/2013
- 01/05/2013 a 31/05/2013
- 01/04/2013 a 30/04/2013
- 01/03/2013 a 31/03/2013
- 01/02/2013 a 28/02/2013
- 01/01/2013 a 31/01/2013
- 01/11/2012 a 30/11/2012
- 01/10/2012 a 31/10/2012
- 01/09/2012 a 30/09/2012
- 01/08/2012 a 31/08/2012
- 01/07/2012 a 31/07/2012
- 01/06/2012 a 30/06/2012
- 01/05/2012 a 31/05/2012
- 01/04/2012 a 30/04/2012
- 01/03/2012 a 31/03/2012
- 01/02/2012 a 29/02/2012
- 01/01/2012 a 31/01/2012
- 01/12/2011 a 31/12/2011
- 01/11/2011 a 30/11/2011
- 01/10/2011 a 31/10/2011
- 01/09/2011 a 30/09/2011
- 01/08/2011 a 31/08/2011
- 01/07/2011 a 31/07/2011
- 01/06/2011 a 30/06/2011
- 01/05/2011 a 31/05/2011
- 01/04/2011 a 30/04/2011
- 01/03/2011 a 31/03/2011
- 01/02/2011 a 28/02/2011
- 01/01/2011 a 31/01/2011
- 01/12/2010 a 31/12/2010
- 01/11/2010 a 30/11/2010
- 01/10/2010 a 31/10/2010
- 01/09/2010 a 30/09/2010
- 01/08/2010 a 31/08/2010
- 01/07/2010 a 31/07/2010
- 01/06/2010 a 30/06/2010
- 01/05/2010 a 31/05/2010
- 01/04/2010 a 30/04/2010
- 01/03/2010 a 31/03/2010
- 01/02/2010 a 28/02/2010
- 01/01/2010 a 31/01/2010
- 01/12/2009 a 31/12/2009
- 01/11/2009 a 30/11/2009
- 01/10/2009 a 31/10/2009
- 01/09/2009 a 30/09/2009
- 01/08/2009 a 31/08/2009